Heinrich-Böll-Stiftung

por

A partir da próxima segunda-feira (8/5), começa em Bonn, na Alemanha, as negociações preparatórias para a 23º Conferência das Partes, da Convenção das Nações Unidas sobre a Mudança do Clima (UNFCCC, na sigla em inglês), que será realizada nesta mesma cidade, de 6 a 17 de novembro. Esta reunião preparatória é muito importante, porque nela estarão reunidos em sua 46º sessão, os dois organismos subsidiários da Convenção, o SBI e o SBSTA. A Fundação Heinrich Böll Brasil estará presente acompanhando as negociações, representada pela coordenadora de Justiça Socioambiental, Maureen Santos.

Ecologia Política

por

Em 17 de março, a Polícia Federal deflagrou a Operação Carne Fraca. O objetivo era desmontar uma quadrilha instalada sobretudo no Paraná que burlava auditorias nos frigoríficos. Descobriu-se que o produto estava sendo vendido após o vencimento. O esquema contava com integrantes no Judiciário e no Parlamento, e envolvia grandes corporações brasileiras do setor. Neste contexto, a coordenadora de Justiça Ambiental da Fundação Heinrich Böll (hbs), Maureen Santos, foi convidada a dar algumas entrevistas. A hbs edita uma publicação chamada “Atlas da Carne”, que demonstra os impactos sociais e ambientais da produção industrial de proteína animal. Para Maureen, o problema não se restringe a um esquema de burlagem de auditorias. Existem inúmeras outras consequências do modelo atual de produção de carne, baseado na lógica industrial.

por

A Valoração Econômica da Natureza tem sido estudada há alguns anos. Nesta nova publicação, o tema é investigado sob um novo enfoque.

O artigo apresenta como a valoração econômica ajudará a colocar um preço na destruição da natureza em vez de contribuir para que a natureza seja respeitada e valorizada. No texto é explorado onde os sinais dessa precificação já são perceptíveis e o que podemos aprender das primeiras experiências desse novo modelo e como resistir. 

Direitos Humanos

por

No último domingo (30/4), a serviço de fazendeiros locais, homens armados atacaram indígenas da etnia Gamela, no município de Viana, interior do Maranhão. Os índios não esperavam o ataque, e não puderam se defender. Pelo menos 13 ficaram feridos, alguns de forma grave. Cinco foram baleados, e há denúncias de que mãos teriam sido decepadas. A área é objetivo de conflito há pelo menos três anos – fazendeiros querem estabelecer o controle do local. Leia nota dos Missionários Combonianos.

por

Em março, foi lançado o livro “Religião e Política: medos sociais, extremismo religioso e as eleições 2014”. A publicação registra um estudo sobre as candidaturas, nas eleições 2014, de Pastor Everaldo (PSC) a presidente, além de Marcelo Crivella (PRB) e Anthony Garotinho (PP) a governador do Rio de Janeiro. O estudo foi desenvolvido pelo Instituto de Estudos da Religião (ISER) em parceria com a Fundação Heinrich Böll (hbs). O objetivo principal da pesquisa é detectar quais são os projetos políticos estabelecidos, especialmente, por determinados agrupamentos religiosos evangélicos

A mobilidade humana é um fato histórico, indissociável da própria história da humanidade; mas que assumiu contornos especialmente complexos no mundo hoje, frente aos efeitos da globalização: mais de 244 milhões de pessoas que se encontram fora do seu país de origem, números que equivalem a 3,4% da população mundial, segundo dados da Organização das Nações Unidas (ONU) referentes ao ano de 2015.Diante deste cenário, é preciso compreender qual o papel dos Estados receptores no acolhimento e garantia de direitos das pessoas migrantes e analisar o arcabouço jurídico e institucional sobre o tema, seja nos países do Norte ou do Sul Global.

Democracia

por

Mais de cem pessoas lotaram o auditório do Instituto de Estudos da Religião (ISER) na última quarta-feira (22/3). Era o lançamento do livro “Religião e Política: medos sociais, extremismo religioso e as eleições 2014”, produzido pela organização em parceria com a Fundação Heinrich Böll Brasil (HBS). Na mesa, Christina Vital, pastor Henrique Vieira, Raquel Sant’Ana, e Ronaldo Almeida. Pedro Strozenberg mediava a discussão

A publicação registra um amplo estudo sobre as eleições 2014, estabelecendo como eixo as candidaturas de Pastor Everaldo (PSC) a presidente, além de Marcelo Crivella (PRB) e Anthony Garotinho (PP) a governador do Rio de Janeiro. O estudo foi desenvolvido pelo Instituto de Estudos da Religião (ISER) em parceria com a Fundação Heinrich Böll (HBS). O objetivo principal da pesquisa é detectar quais são os projetos políticos estabelecidos, especialmente, por determinados agrupamentos religiosos evangélicos.

por

Obra faz uma reflexão sobre os projetos políticos construídos por setores evangélicos, e sua repercussão nas eleições de 2014

Gênero

por

Questões da saúde, embates políticos e os obstáculos nas questões de gênero analisados em artigo de Paulo Victor Leite Lopes, cientista social da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). 

por

Três mulheres debatem megaeventos e violações de direitos humanos na cidade "olímpica".

Apesar do avanço nas políticas voltadas para a igualdade de gênero na América Latina, ainda há muito o que fazer em prol dessa causa. A Heinrich Böll Stiftung organizou uma publicação analisando como fica essa questão no Cone Sul.

Política Internacional

por

A cada ano, na Alemanha, há um encontro entre organizações que trabalham sobre o Brasil. Assim aconteceu em novembro de 2016 com a realização da “Mesa Redonda Brasil”, com a participação da Fundação Heinrich Böll. A seu convite, esteve presente André Dallagnol, parceiro da Terra de Direitos, que participou de duas mesas e de uma oficina.

Se na última década o Brasil não assinou acordos de proteção de investimentos, durante 2015 vivenciamos com preocupação a assinatura de tais acordos, ainda que num novo modelo chamado de Cooperação e Facilitação de Investimentos, que busca se diferenciar dos tradicionais acordos de Proteção dos Investimentos. Esta publicação pretende trazer para o debate nacional esta nova modalidade de acordos criados pelo Brasil e que se bem apresentam vantagens em relação aos acordos tradicionais, merecem ser analisados e aprofundados.

No contexto da criação do Banco dos BRICS, a Fundação Heinrich Böll Índia publica um estudo sobre as experiências passadas e o desempenho de cada um dos países do bloco em relação ao financiamento do desenvolvimento. 

Últimos Tweets

Conheça a Fundação Böll Brasil

DOSSIÊ: JOGOS OLÍMPICOS 2016 NO RIO DE JANEIRO

Megaeventos

Vila Recreio II (Foto: Renato Cosentino)Vila Recreio II (Foto: Renato Cosentino). All rights reserved.

Dossiê Por Dentro da Economia Verde

Photo: zack Mccarthy. Creative Commons License LogoEsta imagem está sobre licença de Creative Commons License.

Negociações Climáticas

Photo: UNclimateChange. Creative Commons License LogoEsta imagem está sobre licença de Creative Commons License.

BRICS e G20

Photo: Palazzo Chigi. Creative Commons License LogoEsta imagem está sobre licença de Creative Commons License.
Assine o boletim de notícias da Fundação.

Escritórios na América Latina

All rights reserved.

All rights reserved.

Campanha

CampanhaPor uma nova política energética para o Brasil. All rights reserved.

Não à financeirização da natureza

Conferência Latino-Americana sobre Financeirização da NaturezaOrganizações e movimentos sociais latino-americanos dizem não à financeirização da natureza. Photo: Nicolás Medina. All rights reserved.

DOSSIÊ BEIJING+20 - CONQUISTAS E DESAFIOS DAS MULHERES NO BRASIL

Dossiê

Em 1995, ativistas, representantes de ONGs, líderes políticos e governos se reuniram em Beijing, na China, para participar da IV Conferência Mundial sobre as Mulheres, aquela que seria a maior e mais importante conferência da ONU sobre o tema.

Dossiê

Apresentamos aqui um dossiê que reúne análises, reportagens, mapas e vídeos sobre os preparativos para a Copa do Mundo 2014 no Brasil. A publicação online mostra como as ações da Fifa, dos governos e das empresas patrocinadoras mercantilizam cada vez mais os espaços públicos usando a justificativa de benefícios futuros para os brasileiros.

Publicações

A publicação, produzida pelo Comitê Popular da Copa e Olimpíadas Rio, com apoio da Fundação Heinrich Böll, é dividida em temáticas como: moradia, mobilidade, esporte, segurança pública, entre outros.