Direitos Humanos: O que queremos

Direitos Humanos

A partir da Constituição de 1988, o Brasil teve várias conquistas no campo dos direitos. Porém, em termos de igualdade prática, ainda há muito a ser alcançado. Trabalhamos junto com nossos parceiros para fortalecer uma cultura de respeito aos direitos humanos, que esteja presente nas políticas públicas e nas relações de gênero.

Um de nossos temas prioritários é o estabelecimento de uma política de segurança cidadã, que respeite os direitos dos moradores de comunidades populares e ponha fim à impunidade e à violência policial. 

O direito à cidade também é foco do nosso trabalho. Apoiamos movimentos sociais e instituições que atuam no monitoramento das políticas e denunciam as violações de direitos em relação às intervenções urbanísticas realizadas para os megaeventos esportivos na cidade do Rio de Janeiro e em outras capitais brasileiras.

Artigos atuais

Desafios globais em tempos de conservadorismo e intolerância

O avanço do conservadorismo fundamentalista e da intolerância é um fenômeno que afeta países de diversos continentes. A roda de conversa "Desafios globais em tempos de conservadorismo e intolerância" colocou em debate o controle e a repressão enfrentados pela sociedade civil hoje e as estratégias possíveis de reação.  

por Gabriela Pingarilho

Bolivianos, haitianos e venezuelanos – três casos de imigração no Brasil

As condições socioeconômicas da Bolívia, os desastres naturais no Haiti e a instabilidade política e econômica da Venezuela podem ser descritos como os motivos principais para os fluxos migratórios de bolivianos, haitianos e venezuelanos para o Brasil. Tão diferentes entre si, eles têm mais em comum do que pensamos. Trata-se de imigrantes majoritariamente não reconhecidos como refugiados, buscando melhores condições de vida.   

por Sebastian Lenders

Gênero e política: Um relato sobre checagem de fatos e notícias nas eleições 2018

Nas últimas eleições um grupo de jornalistas independentes criaram a Eté Checagem a partir da percepção de que muitas pautas vinculadas aos direitos humanos, mulheres, população LGBTQ+, juventude e negritude se tornaram alvos preferenciais das fake news. No tupi, Eté significa verdade, verdadeiro e a Eté Checagem é a primeira agência de checagem especializada nessas temáticas do Brasil. Foto: Renata Costa / Mídia Ninja  CC-BY-NC-SA 2.0

por Leila Leal, Viviane Tavares, Mariana Medeiros

Entrevista: "O caminho que devemos seguir não é o da flexibilização, é o da internalização dos custos sociais e ambientais na matriz dos investimentos"...

Hoje, às 12h28, pétalas de rosa vermelhas e brancas foram jogadas de um helicóptero sobre a ponte no rio Paraopeba, em Brumadinho (MG). Centenas de pessoas, incluindo familiares dos atingidos pelo rompimento da barragem assistiram enquanto faziam um minuto de silêncio. O ato marcou um mês da tragédia com a mina Córrego do Feijão, da empresa Vale, que deixou 179 mortos e 131 desaparecidos. 

por Manoela Vianna

Dossiês

Publicações

Guia de Proteção a Defensores e Defensoras dos DHs da Baixada Fluminense/RJ

pdf

O Fórum Grita Baixada e a Rede de Mães e Familiares Vítimas da Violência do Estado da Baixada Fluminense criaram o “Guia de Proteção aos Defensores e Defensoras dos Direitos Humanos da Baixada Fluminense/RJ”. A publicação é uma ferramenta para que defensores de direitos humanos da região da Baixada Fluminense conheçam estratégias para se protegerem. 

Cadernos Religião e Política: Por uma perspectiva afrorreligiosa: estratégias de enfrentamento ao racismo religioso

pdf
A reflexão empreendida nesta publicação tem a finalidade de levantar uma discussão sobre a perseguição e proliferação de múltiplas violências direcionadas às religiões de matriz africana. O autor tem o intuito de investigar as estratégias teó­ricas e práticas que vêm sendo utiliza­das por afrorreligiosos no seu enfrenta­mento ao racismo religioso no Estado do Rio de Janeiro.

Revista Perspectivas - América Latina - Nuevas Politicas de Mobilidad

pdf

80% das cidades latino-americanas sofrem altos níveis de injustiça social. As classes de baixa renda são as mais afetadas, sendo submetidas a limitação de mobilidade e possibilidades de transporte. Na quarta edição da Revista Perspectivas, autores da América Latina analisam os desafios para uma nova política de trânsito para essas cidades, incluindo uma reflexão sobre o impacto da violência no cotidiano das favelas do Rio de Janeiro, pelos autores brasileiros Sergio Veloso e Vinicius Santiago do Brics Policy Center. 

Celulares e Comunicações: Nossa Batalha no Campo Virtual – Enfrentando a violência contra nós, mulheres, no espaço virtual.

pdf

A cartilha “Celulares e Comunicações: Nossa Batalha no Campo” faz parte da campanha que a Universidade Livre Feminista, o CFEMEA – Centro Feminista de Estudos e Assessoria, Marialab e Blogueiras Negras e SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia construíram para dialogar com mulheres, especialmente as ativistas, e coletivos feministas sobre segurança digital.

Segurança na Internet: Nossa Batalha no Campo Virtual – Enfrentando a violência contra nós, mulheres, no espaço virtual.

pdf

A cartilha “Segurança na Internet: Nossa Batalha no Campo” faz parte da campanha que a Universidade Livre Feminista, o CFEMEA – Centro Feminista de Estudos e Assessoria, Marialab e Blogueiras Negras e SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia construíram para dialogar com mulheres, especialmente as ativistas, e coletivos feministas sobre segurança digital.

Mercado ou Bens Comuns?

pdf

A publicação de Jean Pierre Leroy (FASE) destaca o papel dos povos indígenas, comunidades tradicionais e de setores do campesinato diante da crise ambiental.