Gênero

A promoção dos direitos das mulheres e da população LGBTQI+ocupa um lugar central e permanente em nosso trabalho na Alemanha e no exterior, além de ser uma diretiva dentro da própria organização. Apesar dos indiscutíveis avanços das últimas décadas, ainda falta muito para que sejam eliminadas as hierarquias e as diferenças de poder. Discriminação, preconceito e violência são ainda fatores característicos da vida de milhões de mulheres e da população LGBTQI+ em todo o mundo. 
No Brasil apoiamos a capacitação de grupos autônomos de mulheres para monitorarem a pauta parlamentar relacionada aos direitos sexuais e reprodutivos e para fortalecer os direitos de acesso e proteção à biodiversidade para grupos de mulheres que praticam a medicina tradicional. Além disso, apoiamos campanhas e debates ligados à agroecologia organizados por mulheres.

Artigos atuais

Migração Ambiental – a realidade brasileira

Sistema Cantareira, São Paulo

A Fundação Heinrich Böll conversou com a Erika Pires Ramos sobre migração ambiental, especialmente no contexto brasileiro. Erika é fundadora e pesquisadora da RESAMA, a Rede Sul-Americana para as Migrações Ambientais.

Open article in new tab
Off
Main image in widescreen?
uploaded image ratio

Nossa mensagem em tempos dificeis de pandemia

imagem branco com dizeres: Estamos fazendo a nossa parte e na parte debaixo: Vamos cuidar de nossa comunidade

A equipe do escritório da Fundação Heinrich Böll no Rio de Janeiro, nossa sede em Berlim e muitos outros escritórios internacionais em todo o mundo estão trabalhando em regime de home office, devido a pandemia COVID-19. Nossas atividades presenciais estão adiadas, mas estamos disponíveis on-line. Contudo, pedimos paciência quanto ao tempo de resposta, devido às nossas adaptações técnicas.

Open article in new tab
Off
Main image in widescreen?
uploaded image ratio

Prato cheio - um podcast com reflexões e informações sobre os bastidores da alimentação

Loja de biscoito fazem promoções de ultraprocessados

O Brasil é visto como um país no qual há abundancia de recursos e diversidade na produção de alimentos. Mas ao contrário do que a animada propaganda do "Agro é Pop - Agro é tudo apresenta", as coisas não vão bem para a maior parte da população brasileira. Há um aumento significativo da pobreza no País fazendo com que o Brasil possa voltar ao Mapa da Fome. A má nutrição atinge famintos e obesos. Este aumento de sobrepeso e empobrecimento da população podem ser conectados com o consumo dos chamados ultraprocessados, alimentos industrializados basicamente compostos de sal, gordura e açúcar. Os elos que unem temas como esses são os assuntos do Podcast Prato Cheio produzido pelo site jornalístico Joio e o Trigo. 

Open article in new tab
Off
Main image in widescreen?
uploaded image ratio

Captura do Estado, macrocriminalidade, e direitos humanos

Capa da publicação

O livro "Captura del Estado macrocriminalidad, y derechos humanos", de Luis Daniel Vázquez Valencia, publicado pela Fundação Heinrich Böll - México, Flacso México e o Instituto de Investigaciones Jurídica (UNAM) analisa, do ponto de vista acadêmico, como são criadas as redes de poderes fáticos e qual o papel do Estado nesse processo. A partir da realidade de grupos criminosos no México o livro se dedica a responder a complexa pergunta de como desmantelar uma rede de macro-criminalidade ou dita de outra forma, como descapturar o Estado.

Open article in new tab
Off
Main image in widescreen?
uploaded image ratio

Reconhecimento Facial e suas controvérsias

Reconhecimento Facial

A difusão de novas tecnologias facilita o nosso cotidiano de muitas maneiras. Contudo, essas tecnologias, juntamente com a massa de dados coletados tanto pelos governos quanto por empresas privadas e os fluxos de dados permanentes, criaram ferramentas não só com potencial de vigilância em massa, mas também de exclusão e repressão.

Open article in new tab
Off
Main image in widescreen?
uploaded image ratio

Dossiês

Beijing +20: conquistas e desafios das mulheres no Brasil

Publicações

capa laranja com desenho geométrico de flor ao fundo

CFEMEA - 30 anos de lutas feministas

Uma coleção de artigos escritos por parceiras estratégicas do CFEMEA que nos ajudaram na construção das principais lutas políticas nos últimos 30 anos. Nesta publicação é debatida a luta das mulheres em defesa de seus direitos sexuais e reprodutivos, o enfrentamento a violência de gênero, entre outros assuntos referentes a luta. Com textos de Gabriela Fidelis, Guaia Monteiro Siqueira, Bia Galli e Paula Viana, Iáris Ramalho Cortês, Maria Betânia Ávila, Nina Madsen, Lilian Celiberti, Nilza Iraci e entrevistas com Analba Brazão, Justina Inês Cintra e Creuza Maria Oliveira. 

Download

Please select a file format.

pdf
Capa vermelha com título do livro em letras brancas

Feminismo em resistência: crítica ao capitalismo neoliberal

Os textos reunidos neste Caderno Sempreviva convidam o leitor a ampliar suas reflexões quanto ao feminismo na contemporaneidade. Partindo de uma perspectiva anticapitalista, as autoras refletem sobre os impactos e armadilhas do neoliberalismo e do conservadorismo, iluminando questões fundamentais para que as mulheres continuem em luta. O caderno tem textos assinado pelas autoras: Cindy Wiesner, Clarisse Goulart Paradis, Helena Zelic e Nalu Faria.

Download

Please select a file format.

pdf

O que há de novo nos novos feminismos?

O movimento de mulheres no Brasil vem passando por mudanças. A publicação “O que há de novo nos novos feminismos” busca analisar o que se sabe sobre estas novas formas insurgentes da luta feminista no contexto brasileiro.

Download

Please select a file format.

pdf

Eleições 2018: um novo golpe contra as mulheres

A sub-representação das mulheres se aprofundou, o que torna o Brasil um caso alarmante quando comparado com o resto do mundo: as mulheres são 52% da população, 52,5% do eleitorado e quase metade das filiadas a partidos políticos, mas são menos de 15% dos representantes, o que nos coloca em 157º lugar no ranking da Inter-Parliamentary Union, composto por 196 países. Foto: Mídia Ninja / CC BY-NC-SA 2.0

Download

Please select a file format.

pdf

Celulares e Comunicações: Nossa Batalha no Campo Virtual – Enfrentando a violência contra nós, mulheres, no espaço virtual.

A cartilha “Celulares e Comunicações: Nossa Batalha no Campo” faz parte da campanha que a Universidade Livre Feminista, o CFEMEA – Centro Feminista de Estudos e Assessoria, Marialab e Blogueiras Negras e SOS Corpo – Instituto Feminista para a Democracia construíram para dialogar com mulheres, especialmente as ativistas, e coletivos feministas sobre segurança digital.

Download

Please select a file format.

pdf