Novo paper mapeia os perfis de atores da extrema direita com mais alcance nas redes sociais

Vandalismo no planalto

Em cada 10 perfis de extrema direita com maior alcance nas redes sociais, oito são evangélicos. Esse foi um dos resultados apresentados no paper “Extrema direita no Brasil: sujeitos e coletivos pela ‘restauração nacional’”, que acaba de ser lançado pela Fundação Heinrich Böll. O estudo pode ser conferido na íntegra aqui. 

gráfico dos perfis mais influentes de extrema direita
Gráfico produzido pelo estudo "Extrema direita no Brasil: sujeitos e coletivos pela ‘restauração nacional’”

A pesquisa visa mapear perfis e modos de ação de atores coletivos e individuais de extrema direita que hoje dominam o debate nas redes. Ela responde perguntas como: quem são os publicadores da extrema direita mais influentes nas redes sociais no Brasil? Quais as diferenças de gênero entre esses personagens?

No paper, também se discute o que significa o termo “extrema direita” no debate acadêmico contemporâneo e como a Retórica da Perda, utilizada num sentido utópico em direção à recuperação de padrões e contextos passados (Bauman, 2017, Vital da Cunha, 2021) envolvendo religiosos e não religiosos se coloca como a salvação da sociedade, em uma “luta do bem contra o mal”.

Tags de extrema direita

O estudo foi realizado pelas pesquisadoras do LePar – Laboratório de Estudos em Política, Arte e Religião da UFF, prof.ª Christina Vital e a mestranda Lais Santos; além do profº Michel Gherman e a doutoranda Beatriz Lemos, ambos do Programa Pós-Graduação em História Social na UFRJ. 

Baixe o PDF e confira o material na íntegra!