Democracy

Vista do escritório da Fundação Heinrich Böll Brasil, no Rio de Janeiro.

A Fundação Heinrich Böll, instituição da cooperação internacional da Alemanha, oferece vaga de estágio de comunicação para o seu escritório no Rio de Janeiro.

Sumauma e Fundação Boll lançam cinco vídeos sobre "Religião e Política"
por

Em março, foi lançado o livro “Religião e Política: medos sociais, extremismo religioso e as eleições 2014”. A publicação registra um estudo sobre as candidaturas, nas eleições 2014, de Pastor Everaldo (PSC) a presidente, além de Marcelo Crivella (PRB) e Anthony Garotinho (PP) a governador do Rio de Janeiro. O estudo foi desenvolvido pelo Instituto de Estudos da Religião (ISER) em parceria com a Fundação Heinrich Böll (hbs). O objetivo principal da pesquisa é detectar quais são os projetos políticos estabelecidos, especialmente, por determinados agrupamentos religiosos evangélicos

Lançamento do Religião e Política
por

Mais de cem pessoas lotaram o auditório do Instituto de Estudos da Religião (ISER) na última quarta-feira (22/3). Era o lançamento do livro “Religião e Política: medos sociais, extremismo religioso e as eleições 2014”, produzido pela organização em parceria com a Fundação Heinrich Böll Brasil (HBS). Na mesa, Christina Vital, pastor Henrique Vieira, Raquel Sant’Ana, e Ronaldo Almeida. Pedro Strozenberg mediava a discussão

Religião e Política: medos sociais, extremismo religioso e as eleições 2014

A publicação registra um amplo estudo sobre as eleições 2014, estabelecendo como eixo as candidaturas de Pastor Everaldo (PSC) a presidente, além de Marcelo Crivella (PRB) e Anthony Garotinho (PP) a governador do Rio de Janeiro. O estudo foi desenvolvido pelo Instituto de Estudos da Religião (ISER) em parceria com a Fundação Heinrich Böll (HBS). O objetivo principal da pesquisa é detectar quais são os projetos políticos estabelecidos, especialmente, por determinados agrupamentos religiosos evangélicos.

Convite virtual - Lançamento do livro "Religião e Política"
por

Obra faz uma reflexão sobre os projetos políticos construídos por setores evangélicos, e sua repercussão nas eleições de 2014

Reflexões e Proposições à Política de Proteção a Defensoras e Defensores de Direitos Humanos no Pará

A Sociedade Paraense de Defesa dos Direitos Humanos – SDDH, a Comissão Pastoral da Terra – CPT, o Laboratório de Justiça e Direitos Humanos da Amazônia , a Terra de Direitos – LAJUSA/UFPA são organizações que atuam com o objetivo de promover e realizar a defesa dos direitos humanos. Há décadas essas instituições têm trabalhado no Pará para visibilizar o lamentável quadro de violações de direitos, e a necessidade de uma política pública de proteção a defensoras e defensores de direitos humanos (DDHs). Esse documento é uma síntese destes esforços nos anos de 2015 e 2016.

Mais notícias e artigos

Democracia

Nas últimas décadas, o Brasil passou por um processo de democratização que trouxe para os cidadãos a garantia dos direitos políticos, com eleições livres e democráticas, estabilidade governamental e o fortalecimento de uma sociedade civil atuante.

Porém, esse processo não foi acompanhado pela diminuição da violência, melhor distribuição de renda e fortalecimento do Estado de direito. A radicalização da democracia e o fortalecimento de seus mecanismos são grandes desafios para a sociedade brasileira.

Nesse sentido, apoiamos iniciativas de promoção e capacitação de grupos autônomos da sociedade civil para a participação social. Disponibilizamos também estudos e promovemos debates em torno das transformações sociais que impactam os processos democráticos.

DOSSIÊ: JOGOS OLÍMPICOS 2016 NO RIO DE JANEIRO

Nova Classe Média: Mito ou Realidade?

NEWSLETTER

Assine o boletim de notícias da Fundação. Creative Commons License LogoEsta imagem está sobre licença de Creative Commons License.

Últimos Tweets

Subscribe to RSSAssine o RSS