Gender

Mulheres Digo, patriarcado e eleições na costa sul do Quênia

Jacinta Victoria S. Muinde conversa com Mariamu, líder local do movimento Maendeleo ya Wanawake em sua comunidade nas eleições de 1997 no Quênia. Ela conta sobre as mulheres Digo na costa sul queniana, que participam cada vez mais do panorama político. Mariamu parte do contexto dos anos 1990 e mostra como até as eleições em 2017 se abriram mais espaços para as mulheres exercerem sua autonomia sobre as relações sociais, econômicas e políticas. Foto: Heinrich Böll Stiftung Nairobi / CC BY-NC-ND 2.0

Gênero e política: Um relato sobre checagem de fatos e notícias nas eleições 2018

Nas últimas eleições um grupo de jornalistas independentes criaram a Eté Checagem a partir da percepção de que muitas pautas vinculadas aos direitos humanos, mulheres, população LGBTQ+, juventude e negritude se tornaram alvos preferenciais das fake news. No tupi, Eté significa verdade, verdadeiro e a Eté Checagem é a primeira agência de checagem especializada nessas temáticas do Brasil. Foto: Renata Costa / Mídia Ninja  CC-BY-NC-SA 2.0

por Leila Leal, Viviane Tavares, Mariana Medeiros

Uma paz feminista na Colômbia?

O acordo de paz da Colômbia é reconhecido internacionalmente como o mais inclusivo da história. O artigo apresenta qual foi o papel das mulheres neste caso, destacando a importância de aplicar uma perspectiva de gênero nas negociações de paz, que historicamente criam programas de reintegração que ignoram as necessidades, capacidades e realidades das mulheres. Foto: McKay Savage / CC-BY 2.0

A paz avança com as mulheres

O grupo de trabalho GPaz publicou um analise das dimensões feministas no processo de paz da Colômbia. Confira o documento na íntegra aqui.

Mais notícias e artigos

Gênero

A política de gênero, assim como as análises e estratégias feministas, ocupam um lugar central e permanente no nosso trabalho, tanto em atividades na Alemanha e no exterior quanto no desenvolvimento da própria organização. 

Apesar dos indiscutíveis avanços obtidos tanto no Brasil quanto em nível internacional, ainda falta muito para que sejam eliminadas as hierarquias, as diferenças de poder e as relações de domínio entre os sexos. Discriminação, preconceito e violência são ainda fatores característicos da vida de milhões de mulheres em todo o mundo. 

Contribuímos para a transformação desse quadro a partir do apoio à capacitação de grupos  autônomos de mulheres para monitorarem a pauta parlamentar relacionada aos direitos sexuais e reprodutivos e para fortalecer os direitos de acesso e proteção à biodiversidade para grupos de mulheres que praticam a medicina tradicional. Além disso, apoiamos campanhas e debates ligados a agroecologia organizados por mulheres.

DOSSIÊ BEIJING+20 - CONQUISTAS E DESAFIOS DAS MULHERES NO BRASIL

Vídeo Beijing+20

NEWSLETTER

Últimos Tweets

Subscribe to RSSAssine o RSS