Atlas do Agronegócio

O primeiro passo para construir políticas públicas que visem o interesse coletivo é entender as estruturas de poder e os modelos de negócio que o setor agroalimentar representa.

Teaser: Atlas do Agronegócio

Gregório Duvivier sobre o Atlas do Agronegócio

A agricultura familiar alimenta a população

Alimentos fake saudável - Maureen Santos

Quem são os donos da terra no Brasil?

Comida de verdade: sem agrotóxico

Lançamento Atlas do Agronegócio - Gregório Duvivier, Bela Gil e especialistas

O Atlas do Agronegócio na imprensa brasileira

Lançado nesta terça-feira, o Atlas do Agronegócio, uma iniciativa das fundações alemãs Heinrich Böll e Rosa Luxemburgo, aponta as dez maiores empresas produtoras (de fertilizantes) no mundo. Menos debatidos que os agrotóxicos, fertilizantes também têm potencial cancerígeno.”
O Globo
A concentração no mercado de alimentos é tema de um dos 22 capítulos do “Atlas do Agronegócio”, um documento que terá, pela primeira vez, uma edição brasileira. (...) A concentração deverá se agravar nos próximos anos.”
The Intercept Brasil
O documento revela os bastidores da atuação do lobby agroalimentar e denuncia como a concentração de empresas deste segmento influencia o consumidor até na escolha final do produto.”
RFI
O Atlas detalha, por exemplo, como essa atividade [do agronegócio] está intrinsecamente conectada com as movimentações de multinacionais que dominam os mercados globais, num cenário de concentração cada vez maior."
Deutsche Welle
Já está mais do que na hora de fazer este tipo de informação ser alcançada por um número cada vez maior de pessoas, porque é um debate necessário. Neste sentido, o Atlas que foi lançado e pode ser acessado gratuitamente nos sites das duas fundações, cumpre um papel importante."
G1

Editoria geral: Maureen Santos 

Redação e webdesign: Manoela Vianna, Alice Rodrigues, Anne-Kirstin Berger

Identidade visual: Atlas Manufaktur

Adaptação: Marca Empreendimentos

Videos: Txai, e Quiprocó