Captura do Estado, macrocriminalidade, e direitos humanos

Capa da publicação

Por trás da declaração de guerra contra o narcotráfico feita pelo governo em 2006, o México tem mais de 300 mil pessoas assassinadas e 150 mil desaparecimentos e migração forçada. Onde esteve o Estado durante esse tempo? Por que parece que se fez tão pouco para evitar essas violações graves aos direitos humanos?

O livro "Captura del Estado macrocriminalidad, y derechos humanos", de Luis Daniel Vázquez Valencia, publicado pela Fundação Heinrich Böll - México, Flacso México e o Instituto de Investigaciones Jurídica (UNAM) é resultado de uma investigação acadêmica na qual se explica a função do Estado e qual sua relação com os poderes fácticos; em que momento um grupo de atores estabelece vínculos e se convertem em uma rede de macro-criminalidade constituída por estruturas empresariais, criminosas e políticas. Se analisa também em detalhe a conformação e comportamento destas redes e em especial a forma como capturaram o Estado e governam em amplas regiões do México. O livro se dedica a responder a complexa pergunta de como desmantelar uma rede de macro-criminalidade ou dita de outra forma, como descapturar o Estado.

Será possível descapturar o Estado mexicano e construir a paz?

Baixe o livro na íntegra aqui