Ecologia Política

O Brasil possui a maior floresta tropical e a maior biodiversidade do mundo. No entanto, toda essa riqueza está ameaçada pela destruição de florestas e de outros ecossistemas por grande projetos, pela expansão de monoculturas de soja e cana e pelo avanço da pecuária.

Uma questão chave para o futuro da humanidade são os efeitos das mudanças climáticas. No contexto internacional, o Brasil é um ator de grande importância na construção de um novo acordo global para conter os efeitos desse fenômeno. Por outro lado, o país está no grupo dos maiores poluidores do mundo quando o que está em jogo são as emissões como resultado das queimadas e do desmatamento. Discutir e apoiar iniciativas que podem mudar esse quadro é uma de nossas principais tarefas.

A questão da energia também está no centro do debate sobre desenvolvimento sustentável e mudanças climáticas. Energias renováveis, como eólica e solar, têm o potencial de substituir fontes tradicionais causadoras de grandes impactos ambientais (hidroelétricas) e enormes emissões de CO2 (carvão). Ao mesmo tempo, apesar de cara e perigosa, a energia nuclear aparece como uma falsa solução.

Artigos atuais

Dossiês

Plantação de soja

Dossiê Flexibilização da Legislação Socioambiental Brasileira - 2ª edição

Flexibilização da Legislação Socioambiental Brasileira

Conferência Latino-Americana sobre Financeirização da Natureza

Publicações

Capa da publicação: Novas Biotecnologias, velhos agrotóxicos...

Novas biotecnologias, velhos agrotóxicos: um modelo insustentável que avança e pede alternativas urgentes

Ao mesmo tempo em que caminha para adotar as mais avançadas biotecnologias, o modelo agrícola brasileiro impulsiona o uso crescente de agrotóxicos bastante antigos, alguns dos quais já banidos em outros países. Um volume significativo desses produtos é aplicado em lavouras transgênicas, oficialmente introduzidas no Brasil há cerca de 15 anos e exatamente com o propósito de reduzir o usode agrotóxicos.

Decrescimento - Vocabulário para um novo mundo

O "decrescimento" é uma teoria social que busca o fim da ideia de crescimento econômico como objetivo social, uma vez que gera um sistema ecologicamente insustentável e intrínsicamente injusto. O livro reúne ensaios de diversos autores internacionais cuja perspectiva foge das construções contraditórias atualmente em percurso, em todo o mundo.

Car pra quem? Pra quê?

“Car pra Quem? Pra Quê?” apresenta informações e críticas ao Cadastro Ambiental Rural. A publicação  foi criada a partir de questionamentos que apareceram  em atividades do Grupo Carta de Belém com representantes de comunidades.