Violações dos Direitos dos Camelôs do Rio de Janeiro

Violações dos Direitos dos Camelôs do Rio de Janeiro

Camelôs e Ambulantes no Rio de Janeiro
Camelôs e Ambulantes no Rio de Janeiro — Créditos da imagem

A preparação da cidade do Rio de Janeiro para megaeventos como a Copa de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016 afetou também a vida dos trabalhadores informais. A Plataforma Dhesca, o Comitê Popular da Copa e das Olimpíadas do Rio de Janeiro e o Movimento Unido dos Camelôs realizaram por dois dias uma missão para verificar o cotidiano e as condições de trabalho dos camelôs no centro da cidade do Rio de Janeiro, verificando uma série de graves violações às condições de trabalho.

O resultado dessa investigação ganhou forma de um dossiê: o relatório “Violações ao Direito ao Trabalho e ao Direito à Cidade dos Camelôs do Rio de Janeiro”. O documento recupera o processo de legalização dos trabalhadores ambulantes na capital fluminense no contexto dos megaeventos esportivos, e aponta repressão, abuso de autoridade e violência policial.

Acesse o relatório Violações ao Direito ao Trabalho e ao Direito à Cidade dos Camelôs do Rio de Janeiro e saiba mais.

 

 

 

Conteúdo relacionado

  • Carta do I Encontro dos Atingidos

    Aconteceu em Belo Horizonte (MG), do dia 1 ao dia 3 de maio, o I Encontro dos atingidos - Quem perde com os Megaeventos e Megaempreendimentos. Pessoas de todo o Brasil refletiram sobre direitos e violações relacionas com moradia, trabalho de ambulantes, comunidades tradicionais, entre outros. Veja aqui a carta que resultou do encontro, apoiado pela Fundação Heinrich Böll,

0 Comments

Adicione

Adicione