“Copa para quem e para quê? Um olhar sobre os legados dos mundiais no Brasil, África do Sul e Alemanha”

“Copa para quem e para quê? Um olhar sobre os legados dos mundiais no Brasil, África do Sul e Alemanha”

“Copa para quem e para quê? Um olhar sobre os legados dos mundiais no Brasil, África do Sul e Alemanha”
26 maio 2014 por Marilene de Paula e Dawid Danilo Bartelt (Orgs.) Christian Russau, Glaucia Marinho, Laura Burocco, Mario Campagnani, Renato Cosentino
Fundação Heinrich Böll Brasil
pdf
Local da publicação: Rio de Janeiro
Data da publicação: Abril de 2014
Número de páginas: 159
Licença : CC-BY 3.0
Idioma da publicação : Português
ISBN: 978-85-62669-11-8

A organização da Copa do Mundo ocorre da mesma forma em todos os países? O custo social do Mundial é igual em todos eles? São questões que o livro “Copa para quem e para quê? Um olhar sobre os legados dos mundiais no Brasil, África do Sul e Alemanha” busca responder. Editada pela Fundação Heinrich Böll Brasil (HBS), a publicação compara os preparativos das Copas da Alemanha (2006), da África do Sul (2010) e do Brasil (2014). De forma crítica, mostra como as ações da Fifa, governos e patrocinadores mercantilizam os espaços públicos, sempre com a justificativa de que os países serão beneficiados pelo legado do evento.

Assinam os artigos: Christian Russau, jornalista alemão e ativista de direitos humanos; Laura Burocco, pesquisadora em políticas urbanas e desenvolvimento da ECO/UFRJ; Glaucia Marinho, Mario Campagnani e Renato Cosentino, membros da Justiça Global e da Articulação Nacional dos Comitês Populares da Copa (Ancop). Dawid Bartelt e Marilene de Paula, da HBS Brasil, organizaram a publicação.

De acordo com as análises, na Alemanha o legado foi simbólico, apresentando os alemães como um povo festivo e amigável. O legado da África do Sul também trouxe mudanças na imagem do país, apesar do endividamento público para construção de estádios e das violações de direitos, como remoções forçadas de milhares de famílias para áreas “provisórias” de moradia, nas quais permanecem até hoje. No Brasil, ainda é cedo para afirmar qual será o legado e o custo social do Mundial. Estima-se, no entanto, que 250 mil pessoas serão removidas no processo de organização da Copa e das Olimpíadas de 2016. Somente no Rio, 1.860 famílias já foram removidas e outras 5.325 estão ameaças de remoção forçada.

Alguns dados interessantes presentes na publicação:

  • Previsão inicial de gastos em 2007 = R$ 5 bi. Estimativa atual = R$ 30 bi.
  • Apesar do discurso de que a Copa seria financiada por recursos privados, os bancos públicos arcaram com 80% dos recursos da Matriz de Responsabilidade (estádios, desenvolvimento do turismo e mobilidade);
  • As obras que mais receberam recursos são justamente aquelas que passarão às mãos da iniciativa privada;
  • Entidade sem fins lucrativos, a Fifa terá faturamento de R$ 9,7 bi no Brasil, superando os R$ 7 bi da África do Sul e os R$ 4,4 bi da Alemanha.
  • Na Alemanha 37% dos valores para construção/ reforma dos estádios vieram de recursos públicos, no Brasil 90,3% e na África do Sul 100%.
  • O custo de cada assento nos estádios das copas ficou na média em  cerca de R$ 12 mil no Brasil, R$ 7 mil na África do Sul e R$ 6,5 mil na Alemanha.   

 

* A distribuição do livro é gratuita. Caso você more no Rio, é preciso buscar um exemplar na Fundação (Rua da Glória, 190 - apto 701), mas se morar fora da cidade, enviamos pelos correios gratuitamente. Por favor, nos informe um endereço com CEP através do email: info@br.boell.org

Conheça nossa página no Facebook: http://migre.me/fT8Nz

 

Sumário:

Introdução................................................7
Dawid Danilo Bartelt

Brasil.....................................................12
Glaucia Marinho
Mario Campagnani
Renato Cosentino

África do Sul.........................................60
Laura Burocco

Alemanha..............................................106
Christian Russau

Conclusão..............................................149
Marilene de Paula

 

3 Comments

Adicione

Adicione

Scarlatt Polidoro

Gostaria de adquirir o livro, há essa possibilidade??

Dayana Sousa Pinto

Gostaria de ter acesso ao livro Copa para quem. Como conseguir?

brunaf

Boa tarde Dayana.

Primeiramente gostaria de pedir desculpas pela demora em respondê-la.

Obrigada pelo interesse.

A distribuição do livro é gratuita. Caso você more no Rio, é preciso
buscar um exemplar aqui na Fundação. Mas se morar fora da cidade,
enviamos pelos correios gratuitamente. Por favor, nos informe um
endereço com CEP.

Gostaríamos, de saber se podemos incluir seu e-mail na nossa lista de
contatos para receber as nossas news.

Conheça nossa página no Facebook: http://migre.me/fT8Nz

Atenciosamente,

Equipe da Fundação Heinrich Böll Brasil