Megaeventos

Cartilha sobre gastos com a Copa do Mundo

pdf

Produzida pela Rede Jubileu Sul Brasil com apoio da Fundação Heirinch Böll Brasil e outras organizações, a cartilha "Copa para que(m)? Quem vai pagar a conta?" analisa os gastos da copa com as arenas-estádios, obras de mobilidade urbana, segurança e com o orçamento das cidades-sede questionando qual será o verdadeiro legado deixado para a população brasileira.

 

 

No Recife, desapropriações começaram a ser denunciadas tardiamente

Em Pernambuco, um dos principais grupos que tem denunciado a falta de planejamento de diversos empreendimentos imobiliários é o movimento Direitos Urbanos. Integrante desta rede e também do Comitê Popular da Copa, o estudante de mestrado Rudrigo Rafael, estuda a ocupação de imóveis no Centro e paralelamente atua para denunciar as remoções nas proximidades da Arena Pernambuco. Apresentamos aqui uma entrevista com Rudrigo. 

por Eduardo Amorim

Carta do I Encontro dos Atingidos

Aconteceu em Belo Horizonte (MG), do dia 1 ao dia 3 de maio, o I Encontro dos atingidos - Quem perde com os Megaeventos e Megaempreendimentos. Pessoas de todo o Brasil refletiram sobre direitos e violações relacionas com moradia, trabalho de ambulantes, comunidades tradicionais, entre outros. Veja aqui a carta que resultou do encontro, apoiado pela Fundação Heinrich Böll,

Remoções: a resistência vem dos moradores

A Fundação Heinrich Böll Brasil entrevistou Antonieta Rodrigues: engajada na luta contra as remoções e as injustiças decorrentes das mesmas, Antonieta perdeu sua casa, mas permaneceu no mesmo bairro, recusando a proposta da prefeitura de ocupar uma unidade do Programa Minha Casa Minha Vida em Vila Cosmos, a 60 km de distância de sua antiga residência. 

por Manoela Vianna

O direito à cidade e as remoções forçadas

Em entrevista à  Fundação Böll, o professor Orlando Alves dos Santos Júnior do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano  e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPPUR/UFRJ), ex-relator  da Plataforma Brasileira de Direitos Humanos, Econômicos, Sociais, Culturais e  Ambientais (Dhesca Brasil), na Relatoria do Direito Humano à Cidade fala sobre as violações ao direito à cidade que  estão acontecendo nas cidades brasileiras. 

por Manoela Vianna

Futebol e Democracia

Déjà vu: as críticas à Copa do Mundo no Brasil são muito semelhantes aos argumentos usados contra o Mundial na África do Sul. Na época da Copa na África do Sul, ficou claro que os prognósticos sobre os efeitos econômicos positivos eram totalmente exagerados. No final das contas, os contribuintes e até mesmo as empresas foram obrigados a pagar muito mais.

por Barbara Unmüßig

O morro desceu e não é carnaval

As manifestações de junho de 2013 no Brasil não tiveram como protagonista apenas a classe média. Moradores de favelas e pobres da periferia, também foram para as ruas reivindicar seus direitos. Uma população que questiona a presença do estado apenas como agente repressor e não como promotor da cidadania e inclusão social.

por Felipe Werneck

Pages