direitos

Entrevista: "O caminho que devemos seguir não é o da flexibilização, é o da internalização dos custos sociais e ambientais na matriz dos investimentos"...

Hoje, às 12h28, pétalas de rosa vermelhas e brancas foram jogadas de um helicóptero sobre a ponte no rio Paraopeba, em Brumadinho (MG). Centenas de pessoas, incluindo familiares dos atingidos pelo rompimento da barragem assistiram enquanto faziam um minuto de silêncio. O ato marcou um mês da tragédia com a mina Córrego do Feijão, da empresa Vale, que deixou 179 mortos e 131 desaparecidos. 

por Manoela Vianna

Car pra quem? Pra quê?

pdf

“Car pra Quem? Pra Quê?” apresenta informações e críticas ao Cadastro Ambiental Rural. A publicação  foi criada a partir de questionamentos que apareceram  em atividades do Grupo Carta de Belém com representantes de comunidades.