política

Fundação Boll lança cinco vídeos sobre "Religião e Política"

Em março, foi lançado o livro “Religião e Política: medos sociais, extremismo religioso e as eleições 2014”. A publicação registra um estudo sobre as candidaturas, nas eleições 2014, de Pastor Everaldo (PSC) a presidente, além de Marcelo Crivella (PRB) e Anthony Garotinho (PP) a governador do Rio de Janeiro. O estudo foi desenvolvido pelo Instituto de Estudos da Religião (ISER) em parceria com a Fundação Heinrich Böll (hbs). O objetivo principal da pesquisa é detectar quais são os projetos políticos estabelecidos, especialmente, por determinados agrupamentos religiosos evangélicos

Böll Brasil entrevista: Um recorte da conjuntura política por Chico Alencar

No dia 17 de abril o país assistiu a Câmara de Deputados aprovar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff, hoje os brasileiros aguardam a decisão dos senadores sobre o futuro da presidente, mas fica cada vez mais notório para a população brasileira que o sim para o afastamento da Presidente não caminha no sentido de uma transformação política de um país que vive uma crise econômica e de representação, tempos nos quais as utopias estão ausentes. É o que reflete o deputado federal Chico Alencar, em entrevista para a Fundação Heinrich Böll. 

por Manoela Vianna

Religião e Política - uma análise da atuação de parlamentares evangélicos sobre direitos das mulheres e de LGBTs no Brasil (versão impressa esgotada)

pdf

A publicação é resultado de um convite da Fundação Heinrich Böll Brasil ao ISER, no intuito de analisar a importância dos atores religiosos no cenário político nacional a partir das estratégias articuladas por lideranças evangélicas, ligadas ou não a vida político-partidária no Brasil. Para a realização do estudo, foram escolhidos dois episódios recentes que tiveram repercussão nacional. O primeiro foi o tratamento do aborto na campanha presidencial de 2010. O segundo, o caso do “Kit anti-homofobia” ou “Kit Gay”, isto é, do material educativo, parte do Programa Escola Sem Homofobia, criado pelo Ministério da Educação e destinado ao combate à homofobia nas escolas públicas. Esse Kit faz parte de uma política pública voltada para a cidadania de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (LGBT) no Brasil.