eleições

Mulheres Digo, patriarcado e eleições na costa sul do Quênia

Jacinta Victoria S. Muinde conversa com Mariamu, líder local do movimento Maendeleo ya Wanawake em sua comunidade nas eleições de 1997 no Quênia. Ela conta sobre as mulheres Digo na costa sul queniana, que participam cada vez mais do panorama político. Mariamu parte do contexto dos anos 1990 e mostra como até as eleições em 2017 se abriram mais espaços para as mulheres exercerem sua autonomia sobre as relações sociais, econômicas e políticas. Foto: Heinrich Böll Stiftung Nairobi / CC BY-NC-ND 2.0

Eleições 2018: um novo golpe contra as mulheres

pdf

A sub-representação das mulheres se aprofundou, o que torna o Brasil um caso alarmante quando comparado com o resto do mundo: as mulheres são 52% da população, 52,5% do eleitorado e quase metade das filiadas a partidos políticos, mas são menos de 15% dos representantes, o que nos coloca em 157º lugar no ranking da Inter-Parliamentary Union, composto por 196 países. Foto: Mídia Ninja / CC BY-NC-SA 2.0

Tirar o disfarce – a atuação de Paulo Victor

História

Como ator e membro da ONG Conexão G, Paulo Victor Lino articula os direitos de pessoas LGBTs. O ativismo é uma questão de sobrevivência para ele: implica defender seu direito de existir.

Pense no seu voto!

Neste webdossiê reunimos artigos de pesquisadores, ativistas e representantes de ONGs sobre as eleições. Em vídeos e histórias também apresentamos jovens inspiradores comprometidos com mudanças em suas realidades.

Pages