A paz avança com as mulheres

A paz avança com as mulheres

A publicação "La paz avanza con las mujeres" foi lançada em 2018 pelo grupo de trabalho GPaz, com o apoio da Fundação Heinrich Boell escritório Bogotá. Confira o documento na íntegra aqui.

Este informe procura apresentar para a sociedade, o Estado e à comunidade internacional um balanço do cumprimento dos compromissos estabelecidos no Acordo de Paz com relação aos princípios de igualdade e não-discriminação, assim como do usufruto efetivo dos direitos das mulheres. Igualmente, propõe-se contribuir elementos qualificados ao movimento feminista, de mulheres e de direitos humanos, para seu exercício de exigibilidade frente ao Estado, na perspectiva de agilizar os avanços na matéria de gênero que permitem segurar níveis maiores de sustentabilidade na construção da paz.

O Acordo de Paz colombiano é o primeiro do mundo em conseguir uma integração efetiva do enfoque de gênero, sendo um dos mais avançados no reconhecimento dos direitos das mulheres e da população LGBT. Existe um consenso sobre isso na academia, no ativismo e no âmbito internacional de direitos humanos. Nada disso teria  acontecido sem a mobilização das organizações de mulheres, que se posicionaram historicamente a favor de uma construção da paz e desempenharam um papel protagonista influenciando nos diferentes momentos do processo, desde os diálogos até o documento final, em aliança com a comunidade internacional e a Subcomissão de Gênero, realizando contribuições valiosos no âmbito das negociações.

Publicação apoiada pela Fundação Heinrich Böll, Escritório Bogotá – Colômbia.

Conteúdo relacionado

  • Uma paz feminista na Colômbia?

    O acordo de paz da Colômbia é reconhecido internacionalmente como o mais inclusivo da história. O artigo apresenta qual foi o papel das mulheres neste caso, destacando a importância de aplicar uma perspectiva de gênero nas negociações de paz, que historicamente criam programas de reintegração que ignoram as necessidades, capacidades e realidades das mulheres. Foto: McKay Savage / CC-BY 2.0