Irmandade feminista

Irmandade feminista

Manifestação no Dia Internacional das Mulheres, em São PauloCreator: Mídia Ninja. Creative Commons License LogoEsta imagem está sobre licença de Creative Commons License.

O dia 28 de setembro marca o Dia Latino Americano e Caribeño pela Legalização do Aborto. Por ocasião desta data, organizações feministas estão organizando uma série de atividades. De meia noite da terça-feira (26/9) para quarta-feira (27/9), acontece a Virada Feminista. Durante 24h serão divulgadas falas de mais de 50 feministas, em defesa ao direito ao aborto e à cidadania plena das mulheres.

Mais de 112 entidades estão lançando o Alerta Feminista. No documento, pode-se encontrar uma síntese de uma série de projetos de lei que estão sendo encaminhados no Congresso Nacional e que representariam, segundo as organizações, grave ameaça aos direitos das mulheres. O Alerta Feminista é um chamado de resistência para a construção de ações de enfrentamento coletivo, auto-organizadas e articuladas contra o conservadorismo no parlamento brasileiro. As entidades também registram uma nota ao final do documento.

A Marcha Mundial das Mulheres divulgou nota em repúdio à bancada conservadora do Congresso. “Estamos vivendo em um tempo de obscurantismo na política Brasileira. Pessoas homossexuais são tratadas como doentes, debates de formação crítica são interditados pela lei da Escola sem Partido, reflexões sobre as desigualdades entre homens e mulheres são proibidos pela extinção do debate de gênero nas escolas.” Leia o texto completo.

Como atividade preparatória, entre os dias 11 e 13 de setembro, aconteceu o Esquenta. A proposta era que diferentes líderes feministas divulgassem seus vídeos denunciando eventuais retrocessos da pauta feminista, e apontando iniciativas de resistência. Estão disponíveis na internet depoimentos de Lúcia Xavier, Djamila Ribeiro e Joice Berth, Intervozes, Joluzia Batista, Elisa Lucinda, e Betânia Ávila.

Nos documentos mencionados, você encontra muita informação sobre as notas divulgadas e a mobilização planejada.

Conteúdo relacionado

  • Pesquisa sobre feminismo

    Nos últimos anos, o feminismo tem ganhado grande projeção na política nacional e no estado do Rio de Janeiro. As mulheres têm protagonizado a luta por direitos em diferentes setores, desde a melhoria da vida no campo até a livre experiência da sexualidade. Com o intuito de discutir o que se entende por feminismo hoje, e identificar novos coletivos e iniciativas, convidamos você a responder um questionário sobre o tema. Os resultados da pesquisa serão disponibilizados em publicação posterior. Vamos juntas?

    By Leandro Uchoas
  • Feminismo para leigos

    A Fundação Heinrich Böll e a Fundação Rosa Luxemburgo lançaram, na Alemanha, uma cartilha com resposta aos argumentos mais comuns contra a igualdade de gênero. O objetivo é evitar que clichês sem base factual sejam tomados como verdade.

    By Leandro Uchoas