PACS lança relatório sobre o legado olímpico

PACS lança relatório sobre o legado olímpico

Lançamento relatórioCreator: Thiago Mendes/PACS. All rights reserved.

Na última segunda-feira (31/07), o PACS divulgou o relatório “Rio Olímpico: qual o legado um ano depois dos Jogos?”. A publicação foi produzida com apoio da Fundação Heinrich Böll e da DKA Austria. O lançamento contou com a presença de pessoas afetadas de alguma maneira pelos Jogos Olímpicos.

Na mesa estavam Sandra Quintela, coordenadora-geral do Instituto Pacs; Maria da Penha, moradora da Vila Autódromo; Edneida Freire, educadora física; Gizele Martins, comunicadora popular; Emilia de Sousa, moradora da comunidade do Horto.

O objetivo da publicação é pensar o Rio, cidade olímpica, um ano após os Jogos, através de entrevistas e fotos de atingidos e atingidas pela Olimpíada.

A publicação está disponível em português e inglês.

Conteúdo relacionado

  • Vila Autódromo: símbolo de resistência na Cidade Olímpica

    Um dos casos emblemáticos de resistência aos processos de remoções no Rio de Janeiro é a Vila Autódromo, uma comunidade na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, que historicamente lutou por sua permanência no local. A comunidade foi uma das únicas a conseguir construir uma proposta técnica alternativa a sua remoção, a partir da parceria com uma equipe multidisciplinar do ETTERN - UFRJ.  

    By Giselle Tanaka
  • Qual o legado da Olimpíada um ano depois dos Jogos?

    Na semana que marca um ano da abertura das Olimpíadas, o Instituto Pacs lança a publicação “Rio Olímpico: qual o legado um ano depois dos Jogos?” na próxima segunda (31/07) às 11h na Casa Pública (Rua Dona Mariana, 81, Botafogo, Rio de Janeiro). O evento é aberto à imprensa e contará com a presença de atingidas e atingidos pela Olimpíada.

     

    By PACS