Terra de direitos publica Boletim sobre 13ª Conferência da Biodiversidade

Terra de direitos publica Boletim sobre 13ª Conferência da Biodiversidade

COP 13
COP da Biodiversidade — Créditos da imagem

Neste mês de dezembro aconteceu a 13ª Conferência das Partes da Convenção sobre Diversidade Biológica (COP13) em Cancun com o tema  “Incorporando a biodiversidade ao bem-estar.”  A  COP13 foi marcada por disputas de interesses em torno da agenda internacional relacionada à conservação da biodiversidade.  O Brasil, um dos países que concentra a maior biodiversidade do mundo, defendeu propostas que representam grandes retrocessos, segundo representantes da sociedade presentes na Conferência.

A posição oficial do país foi dominada pela agenda do setor privado, com representantes do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento  e do Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI).  O Brasil defendeu, por exemplo, o fim do grupo de especialistas (AHTEG) sobre análise de riscos no escopo do Protocolo de Cartagena sobre Biossegurança, o que dificulta o avanço das pesquisas sobre análise de riscos relacionados aos transgênicos.

O Ministro da Agricultura, Blairo Maggi, conhecido como Rei da Soja recebeu o prêmio Captain Hook (Capitão Gancho) na categoria “Pirata de Duras Caras”, por assumir compromissos internacionais e agir contrariamente a eles no âmbito nacional. Esse foi o terceiro prêmio deste tipo  que Maggi recebeu por suas ações de favorecimento ao agronegócio.

Por outro lado, a COP13 também teve alguns avanços, tal como o lançamento da “Relatoria sobre Meio Ambiente e Direitos Humanos” da Organização das Nações Unidas.  Esta nova relatoria estabelece a relação entre meio ambiente, direitos humanos e a governança a nível global,  podendo  contribuir para dar visibilidade aos retrocessos relacionados à biodiversidade no Brasil.

Uma análise dos principais elementos das negociações da COP 13 e como os resultados podem impactar o cenário brasileiro pode ser conferida no  Boletim informativo “Brasil lidera retrocessos na CDB", produzido pela  Terra de Direitos a partir das contribuições do GT-Biodiversidade da Articulação Nacional de Agroecologia, Articulação Pacari, Via Campesina e Grupo Carta de Belém. 

Acesse o boletim aqui 

Conteúdo relacionado

  • 2º Informe das negociações da COP da Biodiversidade

    Até 17 de dezembro diversas lideranças mundiais e representantes da sociedade civil estarão reunidas para a 13ª Conferência das Partes da Convenção de Diversidade Biológica (COP 13), na cidade de Cancun, México. Confira o segundo informe dos representantes do Grupo Carta de Belém,  Articulação Nacional de Agroecologia presentes na negociação e Via Campesina que participam da Conferência.