Documentário retrata potenciais e riscos de parques eólicos de Pernambuco

Documentário retrata potenciais e riscos de parques eólicos de Pernambuco

Print Screen do vídeo - Ao encontro dos ventos
Print Screen do vídeo - Ao encontro dos ventos — Créditos da imagem

Buscando compreender e reunir informações sobre o desenvolvimento da energia eólica no Brasil, Heitor Scalambrini, professor da Universidade de Pernambuco e membro da Articulação Antinuclear Brasileira e Dawid Bartelt, diretor da Fundação Heinrich Böll Brasil, visitaram regiões do estado de Pernambuco onde estão e serão instalados parques eólicos.

“A gente entende que energia é muito mais do que uma questão tecnológica, é uma questão econômica, política, social e cultural porque envolve pessoas que já moram nas áreas onde serão instalados os empreendimentos energéticos. Foi com o objetivo de entender este quadro completo que nós viajamos até lá”, comenta Dawid.

Durante a viagem, eles conversaram com moradores, representantes de empresas, gestores dos governos municipais, estadual e federal que destacaram os pontos positivos e negativos da implementação desta forma de energia trazendo reflexões sobre esta alternativa para a política energética do país e os cuidados necessários ao colocá-la em prática.

Heitor Scalambrini conta que a viagem teve seu ponto de partida em Recife seguindo direção ao município Brejo da Madre de Deus onde se localiza o ponto de maior altitude do estado de Pernambuco. Em seguida deslocaram-se à Pesqueira para encontrar o Bispo diocesano Dom José Luis, visitando o parque eólico Serra das Vacas município de Paranatama e o parque eólico Ventos de São Clemente no município de Caetés chegando ao município de Tacaratu, onde visitaram a primeira usina híbrida solar eólica do Brasil.

Assista abaixo o relatório documentário "Ao encontro dos ventos":

 

 

Assista abaixo a série de entrevistas na íntegra:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Conteúdo relacionado

  • A Energia Eólica no litoral do NE no Brasil

    É reconhecido o papel importante que a energia eólica tem a desempenhar na matriz energética brasileira enquanto alternativa às fontes de energia fóssil e atômica, mas o modo de implementação dos projetos vem gerando diversos conflitos com populações afetadas indicando casos de injustiça ambiental. 

    por Alice Nataraja Garcia Santos

0 Comments

Adicione

Adicione