Balanço crítico sobre a Copa é publicado por organização suíça

Balanço crítico sobre a Copa é publicado por organização suíça

Ato público no Maracanã
Ato público no Maracanã — Créditos da imagem

Faz cinco meses desde que o juiz apitou a final do jogo entre Alemanha e Argentina, na Copa do Mundo da FIFA de 2014 no Brasil. Mas esse foi um evento que nem todos festejaram. A convite da Solidar Suíça, Marilene de Paula, coordenadora de Programas e Projetos da Fundação Heinrich Böll Brasil, organizou um relatório sobre a Copa do Mundo no Brasil, analisando seus legados e desafios.

A Solidar é uma rede de organizações europeias que trabalha para o avanço da justiça social, política e econômica nos países em que atua. O escritório da Suíça, além de promover campanhas nacionais, apoia projetos em 13 países ao lado de sindicatos e organizações de base para reivindicar maiores direitos.

Diante das inúmeras violações de direitos e privilégios fiscais nos preparativos para a Copa no Brasil, a Solidar Suíça criou uma campanha para exigir maior responsabilidade da FIFA e dos países-sede na organização do megaevento, o que significa respeitar os direitos humanos, as normas internacionais de trabalho, assim como ter consideração pelos trabalhadores informais.

Mesmo com o fim da Copa no Brasil, a campanha continua ativa, reivindicando Copas mais justas nas suas próximas edições na Rússia e no Qatar. O relatório “The 2014 World Cup in Brazil: Its Legacy and Challenges” se insere em um ambiente internacional de crítica à forma como os megaeventos têm sido conduzidos.

Acesse o relatório “The 2014 World Cup in Brazil: Its Legacy and Challenges”, em inglês, de Marilene de Paula

Saiba mais sobre a campanha “World Cup in Brazil and beyond”, no site da Solidar

A Fundação Heinrich Böll criou um dossiê sobre a Copa do Mundo no Brasil. Confira!

Conteúdo relacionado

  • Copa 2014: contagem repressiva

    A divulgação e espera para a chegada da Copa têm causado euforia entre os interessados, porém não se comenta sobre as questões sociopolíticas necessárias no dia a dia da população brasileira.

    por Thiago A. P. Hoshino

0 Comments

Adicione

Adicione